Glaucoma

O que é Glaucoma?

O Glaucoma é um grupo de doenças oculares que provoca danos irreparáveis no nervo óptico. Este, por sua vez, é o nervo que carrega as informações visuais recebidas pelo olho até o cérebro.

Quais os tipos e sintomas de Glaucoma?

Glaucoma de ângulo fechado (agudo) – ocorre quando a saída do humor aquoso é subitamente bloqueada e, aos poucos vai danificando a visão.

Sintomas:

  • Dor grave e repentina no olho;
  • Visão diminuída ou embaçada;
  • Náuseas e vômitos;
  • Olhos avermelhados;
  • Olhos com aparência inchada.

Glaucoma de ângulo aberto (crônico) – provoca aumento na pressão ocular prejudicando de forma permanente o nervo óptico, causando perda do campo visual.

Grande parte das pessoas não apresentam sintomas até o início da perda da visão. Com o decorrer dos anos, a perda gradual da visão periférica lateral acontece.

Glaucoma congênito – a criança já nasce com a doença, herdada da mãe durante a gravidez. Este tipo é considerado raro e se descoberto, deve ser tratado imediatamente.

A maioria dos sintomas é notada quando a criança ainda tem poucos meses de vida, que são:

  • Nebulosidade na parte frontal do olho;
  • Aumento de um olho ou em ambos;
  • Olhos vermelhos;
  • Sensibilidade à luz;
  • Lacrimação em excesso.

Glaucoma secundário – é causado principalmente pelo uso de medicamentos, como corticoides, traumas e por outras doenças oculares e sistêmicas.

O que causa o Glaucoma?

As causas do aumento na pressão do olho ainda não são conhecidas, porém acredita-se que um ou mais desses fatores listados abaixo podem influenciar:

  • Colírios dilatadores;
  • Drenagem restrita ou bloqueada em seu olho;
  • Uso de corticoides;
  • Má circulação ou redução sanguínea no nervo óptico;
  • Pressão arterial alta ou elevada.

Fatores de risco

O glaucoma possui um caráter hereditário, onde familiares de quem possui a doença tem mais chances de desenvolvê-la também. Porém, além desse fator de risco, há ainda outros que podem influenciar no seu aparecimento:

  • Pressão intraocular elevada;
  • Idade acima de 60 anos ou acima de 40 anos (para casos de glaucoma agudo);
  • Afrodescendentes tem mais tendência a desenvolver a doença, principalmente acima dos 40 anos;
  • Histórico familiar apresenta risco de até 6 vezes mais do desenvolvimento da doença;
  • Doenças como diabetes, problemas cardíacos, hipertensão e hipertireoidismo;
  • Doenças no olho, como tumores, descolamento de retina e inflamações;
  • Uso prolongado de medicamentos à base de corticosteroides.

Como tratar o Glaucoma?

A pressão intraocular pode ser diminuída com medicamentos, em geral, colírios. Caso essa pressão não diminua com o uso de medicamentos, um procedimento cirúrgico poderá ser indicado.

Atendimento Via WhatsApp

(62) 99346-1044