Ambliopia

Postado em 18 de novembro de 2018

A ambliopia, uma causa comum de perda da visão em crianças, é uma redução da visão que ocorre porque o cérebro ignora a imagem recebida de um dos olhos. A perda da visão pode ser permanente caso o distúrbio não seja diagnosticado e tratado antes dos oito anos de idade.

  • A ambliopia pode ser causada por problemas de focalização (distúrbios de refração), desalinhamento dos olhos (estrabismo), glaucoma, cataratas ou outros problemas oculares.
  • A criança pode não apresentar nenhum sintoma ou apresentar sintomas que incluem apertar os olhos, cobrir um olho ou ter um olho que não aponta na mesma direção que o outro.
  • O diagnóstico se baseia nos resultados de um teste de visão.
  • Se diagnosticada e tratada cedo, a ambliopia pode ser corrigida.
  • O tratamento inclui óculos de grau, tampão ocular e colírio.

A ambliopia afeta aproximadamente 2 a 3% das crianças e geralmente se desenvolve antes dos dois anos de idade. Contudo, qualquer criança com menos de oito anos de idade pode desenvolver ambliopia.

Causas da ambliopia

As vias visuais da criança não estão completamente desenvolvidas ao nascimento. O sistema visual e o cérebro precisam, para se desenvolver normalmente, ser estimulados por imagens claras, focalizadas, propriamente alinhadas e sobrepostas de ambos os olhos. Esse desenvolvimento ocorre principalmente nos primeiros três anos de vida, mas não está completo até cerca dos oito anos de idade. Caso o cérebro não receba estimulação visual apropriada de um dos olhos durante o período de desenvolvimento, ele aprende a ignorar (suprimir) a imagem desse olho, o que resulta em perda da visão. Caso a supressão persista por muito tempo, a perda da visão pode ser permanente. Essa perda permanente da visão é chamada ambliopia. Há diversas razões para a falta de uma estimulação visual apropriada e cada uma delas pode causar um tipo de ambliopia:

  • Problemas de focalização (de refração)
  • Desalinhamento dos olhos (estrabismo)
  • Bloqueio da visão

Ambliopia causada por erro de refração

A ambliopia pode ser causada por um erro de refração desigual, em geral hipermetropia ou astigmatismo, que causa uma grande diferença de foco entre os olhos.

Ambliopia causada por estrabismo

O desalinhamento dos olhos (estrabismo) também pode causar ambliopia. Os olhos produzem duas imagens, uma de cada olho, que normalmente estão fundidas ou unidas em uma única imagem no cérebro e que são então integradas para produzir imagens tridimensionais e níveis elevados de percepção da profundidade. A capacidade de fundir imagens se desenvolve durante a primeira infância. Caso as duas imagens estejam tão desalinhadas a ponto de não poderem ser fundidas, o cérebro suprime uma das imagens e ignora os sinais desse olho. O cérebro não tem conhecimento da imagem do olho afetado, ainda que olho possa estar estruturalmente normal. Nos adultos, uma vez que as vias visuais já estão desenvolvidas, ver duas imagens diferentes resulta em visão dupla (diplopia) em vez de em perda da visão.

Ambliopia causada por bloqueio da visão

Um terceiro tipo de ambliopia se desenvolve quando uma turvação ou opacificação do cristalino (por exemplo, a catarata congênita) ou da córnea reduz ou distorce a luz que entra no olho. Uma pálpebra muito recaída também pode bloquear a visão e causar ambliopia.

Sintomas da ambliopia
Crianças com ambliopia podem não notar que sua visão em um dos olhos é diferente da visão no outro ou podem ser novas demais para descrever os sintomas. Essas crianças podem apertar os olhos, cobrir um olho ou ter um olho que não aponta na mesma direção que o outro, sendo que todos esses sintomas podem indicar um problema que exige exame. Uma catarata pode passar despercebida. Algumas crianças mais velhas podem relatar visão prejudicada no olho afetado ou demonstrar percepção ruim de profundidade. No entanto, as crianças com frequência parecem não ter nenhum problema. Caso um dos olhos enxergue bem e o outro não, as crianças compensam isso bem e não parecem em nada diferente dos seus colegas.

Diagnóstico da ambliopia

  • Exame de visão preventivo

Para detectar problemas do desenvolvimento visual, os exames de visão preventivos devem ser iniciados cedo em todas as crianças durante seus exames periódicos, preferivelmente por volta dos três anos de idade e continuar por toda a infância. Em algumas áreas, as crianças pré-escolares são examinadas por voluntários e agências municipais e regionais. Após as crianças atingirem a idade escolar, os exames preventivos são feitos na escola por profissionais de saúde. Caso um problema seja encontrado durante o exame preventivo, a criança deve ser examinada por um oftalmologista (um médico especializado na avaliação e tratamento de todos os tipos de distúrbios oculares) ou optometrista.

Prognóstico
Quanto mais cedo a ambliopia e os fatores de risco para ambliopia forem detectados, mais provável que a ambliopia possa ser prevenida ou corrigida. A ambliopia pode se tornar irreversível se não diagnosticada e tratada antes dos oito anos de idade, época na qual o sistema visual com frequência já amadureceu. A maioria das crianças identificadas e tratadas antes dos cinco anos de idade experimenta alguma melhora da visão. Quanto mais cedo o tratamento ocorrer, maior a probabilidade de que a visão se recupere completamente. Em certas circunstâncias, crianças mais velhas com ambliopia ainda podem experimentar melhoria da visão com tratamento. A ambliopia não tratada de maneira eficaz pode resultar em prejuízos permanentes à visão no olho afetado. Por essas razões, programas de exames de visão preventivos para as crianças devem ser apoiados pela comunidade.

Tratamento da ambliopia

  • Óculos de grau ou lentes de contato
  • Tampão ou colírio
  • Tratamento do estrabismo, caso esteja presente
  • Remoção das cataratas

O tratamento da ambliopia envolve forçar o cérebro a usar as imagens visuais do olho afetado. Às vezes, isso é conseguido simplesmente mediante a correção dos erros de refração com óculos de grau ou lentes de contato. Às vezes, o médico “prejudica” o olho normal e mais forte colocando um tampão sobre ele ou usando colírio para embaçar a visão nesse olho. Se a causa for estrabismo, ele deve ser corrigido com cirurgia após a visão ter sido equalizada entre os olhos. Uma catarata ou outra opacidade no olho pode exigir tratamento cirúrgico.

Fonte: Manual MSD

Voltar
Atendimento Via WhatsApp

(62) 99346-1044